Se logger

Se connecter

Bienvenue sur le site

En vous identifiant, nous pourrez devenir rédacteur pour proposer des articles, et discuter dans les forums de Une saison en Guyane…

Identifiant

Mot de passe

Se souvenir de moi

S’enregistrer

Bienvenue sur la zone d’enregistrement du site web de Une saison en Guyane ! si vous êtes déjà inscrit, vous pouvez vous identifier ici. Si vous ne l’êtes pas encore, inscrivez vous et accédez aux forums, et partagez vos découvertes avec nous !

Vous pourrez réagir aux articles, participer au forum. Cela vous permettra aussi de proposer de nouveaux articles, aux brèves et de partagez vos plus belle photos !

Nom obligatoire

Email obligatoire


Uma senha será enviada para seu email.

Mot de passe perdu

Vous ne retrouvez plus votre mot de passe ou votre identifiant de connexion ? Entrez votre adresse email ou votre identifiant…

Mot de passe oublié

Proposer un contenu
 - outubro 2017
Les articles et actus du magazine ARTIGO
No âmbito da implementação de uma gestão sustentável das florestas públicas, a O.N.F, estabelecimento público gestor, elabora para cada floresta, planos de gestão chamados de planos de organização com duração de 20 à 30 anos. Esses planos de organização são baseados nas informações mais recentes do ambiente natural (análise de...
segunda-feira14 janeiro2013
A redação

A Guiana Francesa detem um lugar único no imaginário coletivo metropolitano. Território hostil, mas cobiçado, que ameaçou as primeiras tentativas de colonização... Terra de exílio, onde a República sepultou os indesejáveis, oponentes de todos os cantos, ao final de uma pavorosa viagem sem volta... Entre realidade histórica e narrativa fantasiosa,...
quinta-feira10 janeiro2013
A redação

Mercado dos peixes de Caiena. Vermelho: 6,50 euros. « - Foi você quem pescou esses peixes ou você os comprou? O vendedor hesita na hora de responder. - Eu os comprei. da Cogumer. » Cogumer e Abchée são as 2 empresas que estabelecem contratos com os pescadores venezuelanos. Eles compram seus vermelhos por...
quinta-feira1 novembro2012
PorC. Aubinais et Mathilde Bachelet

“Cada minuto que passa somente aumenta minha vontade de escapar, apesar de todos possíveis perigos. Nós somos jovens demais e cheios de determinação para permitir que nosso futuro seja irremediavelmente bloqueado. Ter esperanças aqui é pura fantasia”. G. Tomel. Les evadés de la Guyane, 1899. A FUGA A Ilha Real recebe o primeiro...
quinta-feira1 novembro2012
PorDenis Lamaison

É a primeira vez que eu sinto frio na Guiana Francesa. Nessa altitude de 2.800m, os primeiros raios aquecem com dificuldade nossas camadas de roupas de inverno. O Roraïma deixa durante alguns instantes contemplar seu reino, a Guiana venezuelana. Aos meus pés, uma falésia sem escala marca a face sul...
quinta-feira1 novembro2012
PorPierre-Olivier Jay / Remerciements à Laurence Jay & Elio Sanoja

As surpreendentes informações de Wikileaks nos revelam algo insuspeitável: as democracias liberais não gostam de Hugo Chávez! Álvaro Uribe, o ex-presidente da Colômbia, o compara a Hitler, enquanto Jean-David Levitte, conselheiro diplomático de Nicolas Sarkozy, qualificou o presidente venezuelano de "louco". O perito não é errado. Na verdade, é preciso...
quinta-feira1 novembro2012
PorDenis Lamaison

Se entre o homem a discussão permanece em aberto, para o bugio vermelho o assunto parece encerrado: a essência precede a existência. Sua personalidade e sua natureza profunda são assim, o bugio vermelho é um macaco tranquilo. Nós gostamos de pensar que uma parte de livre arbítrio dirige nossos atos e,...
quinta-feira1 novembro2012
PorTanguy DEVILLE et Guillaume FEUILLET

SOBREPESCA : O esgotamento mundial dos recursos haliÊuticos Os modelos pessimistas anunciam uma falência dos estoques Após um período de forte crescimento que seguiu a segunda guerra mundial, a produção haliêutica se estagna, em noventa milhões de toneladas há quinze anos, e isso apesar dos progressos tecnológicos e da pesquisa de novos...
quinta-feira1 novembro2012
PorFabian Blanchard (Ifremer Guyane) et du CRPMEM Guyane.

OS DESAFIOS DA BIODIVERSIDADE MARINHA Com 11 milhões de quilómetros quadrados, a França tem a segunda maior superfície marítima do mundo. Ela está presente nos quatro oceanos diferentes: Atlântico, Pacífico, Austral e Índico. 97% desta superfície estão localizadas em além-mar, da qual a metade na Polinésia Francesa. A Biodiversidade marinha é...
quinta-feira1 novembro2012
PorMarion Brichet (Agence des Aires Marines Protégées)